Uma amiga ia se casar na Sicília e este evento motivou nossa viagem para vários lugares da Itália. Nossa viagem passou por Florença, Cinque Terre até chegarmos a Sicília! Estivemos em Catânia e agora vamos contar sobre o  ponto alto da viagem: a ida para o casamento em Marzamemi!

Siracusa, Noto e Marzamemi: uma aventura na Sicília

Para descermos para a ponta da Sicília, onde ficava a cidade de Marzamemi, optamos por  alugar um carro. Alugamos pela internet com a empresa Winrent e pegamos o carro no aeroporto em Catânia. Do lado de fora do terminal existe um local onde ficam todas as empresas de aluguel de carros e o estacionamento fica bem ao lado. Como já tínhamos feito o aluguel online, só finalizamos lá na hora, tudo muito rápido e simples. No caminho para Marzamemi, paramos em Siracusa para conhecermos a cidade.

Siracusa

Siracusa é uma cidade imperdível! No passado foi a capital da Magna Grécia e uma das mais bonitas cidades do mundo grego antigo. A cidade é banhada pelo mar Iônico e é onde nasceu o grande matemático Arquimedes. Ela é considerada patrimônio da humanidade pela UNESCO, pela quantidade de ruínas gregas que ainda podemos encontrar por lá. No mais, Siracusa é uma cidade charmosa, tranquila, com alguns mercados e lojinhas de artesanato.

Curta nossa página no Facebook!

FPM_Siracusa

O que ver em Siracusa:

A cidade tem uma parte que é a Isola (ilha) di Ortigia, ligada ao continente por duas pontes: Ponte Santa Lucia e Ponte Umbertino. A ponte Umbertino acaba bem em frente à Piazza Emanuele Pancali. Logo a seguir veremos as ruínas gregas. A primeira é o Templo de Apolo, um dos mais antigos templos dóricos.

Isola_Ortiglia_Templo_de_Apolo

Descendo a via Cavour, chegaremos à Piazza del Duomo onde fica o Município; o Duomo, cuja fachada barroca esconde o Templo de Atena incorporado pelo Duomo; o Palazzo Beneventano del Bosco.

Isola_Ortigia_Duomo
Duomo
Isola_Ortigia_Templo_de_Athena
Templo de Athena

Depois descendo pela Via Pompeo Picherali, chegaremos a Fonte Aretusa que é frequentemente citada pelos escritores clássicos como sendo o local onde Aretusa emergiu do solo e foi transformada em fonte para fugir de Alfeu.

FPM_Siracusa_fonte_arethusa

FPM_Siracusa_fonte_arethusaNa parte do continente fica o Parco Arqueológico de Neapolis, onde vimos o teatro romano, o altar de Hieron II e o anfiteatro greco e, talhado na montanha, o l’Orecchio di Dionisio. Achamos o parque um pouco mal cuidado com grama crescendo nas ruínas, o que não deixa as ruínas tão aparentes. Mas a parte da ilha é lindinha.

Aqui almoçamos  na Enoteca a Putia dele cose buone que fica em Ortigia. Comemos uma bruschetta de entrada, um camarão com molho de laranja e um atum com molho de tomate e berinjela alcaparras e cebolas. De sobremesa fomos de sorvete de cassata italiana, tudo uma delícia!

Encontre aqui seu hotel em Siracusa!

Noto

Outra cidade no caminho entre Catania e Marzamemi que merece a visita é Noto e deixamos para visitar na volta para Catania, depois do casamento.

Noto foi fundada no início do século 18 para substituir Noto Antica, cidade devastada pelo  terremoto de 1693. Suas construções são em estilo barroco e na construção foi utilizado um calcário local, a tufa branca, que adquire um tom bege com a exposição ao sol. A cidade é considerada Patrimônio mundial pela UNESCO. Não é possível andar de carro dentro da cidade então paramos no parcheggio centrale, na via Camilo Benso Conte di Cavour e descemos a rua que desembocou numa pequena área com uma praça e a Porta Reale, uma construção de 1841 e que marca a entrada para a cidade. A rua que segue é a Vittorio Emanuelle e suas casinhas lindas!

noto porta realeO que ver em Noto:

O corso Vittorio Emanuele é uma rua elegante com vários prédios em estilo barroco. O Duomo de Noto, a Basilica Minore di San Nicòlo, com duas torres e fica no alto de uma escadaria. Ao lado da basílica, o Monastério San Salvatore e em frente a Chiesa di Santa Chiara (com interior oval). Abaixo a vista do terraço da Chiesa di Santa Chiara.

Noto_Chiesa_Santa_Chiara

Noto Chiesa Santa Chiara Duomo
O Duomo visto da Chiesa di Santa Chiara.

Na via Conrado Nicolaci, também perto do duomo, o Palazzo NicolaciMais adiante, seguindo pelo Corso Vittorio Emanuele na Piazza XVI Maggio, a Chiesa de San Domenico (com a fachada convexa) e a fonte de Hercules.

Siracusa Noto Marzamemi

Na rua atrás do Duomo na via Benso di Cavour, o Palazzo Trigona. Adoramos a cidade, no dia que passamos por lá estava acontecendo uma corrida de carros antigos e tudo estava bem movimentado.

Almoçamos na Trattoria Fontana d’Ercole, Vico Salonia 30. Um restaurante bem simpático com o dono estava servindo as mesas. Comemos um antipasto italiano com queijos e uns frites (vários tipos de peixe que são servidos fritos) e, de prato principal, fomos de ravioli de peixe com molho de funghi porcini e um peixe espada com molho de tomate. E nos despedimos com um brioche com granita, bem típico da Sicília!

Encontre aqui o seu hotel em Noto!

E enfim chegamos ao nosso destino!

Marzamemi   


Marzamemi é uma vila de pescadores que fica bem na parte sudeste da Sicília e pertence ao município de Pachino. Impossível não se encantar com o lugar que reúne praia bonita, boa comida  e vem atraindo turistas do mundo todo. Foi eleita o melhor destino em 2017 pelo Swiss Tourist award! No passado, o atum era a única fonte de renda da cidade e a Tonnara de Marzamemi era o local para onde os peixes eram trazidos e depois de tratados eram comercializados.  Ela foi construída no século XVI e é uma das mais antigas e importantes da Sicília Oriental. A Tonnara hoje funciona como um espaço para festas e uma pousada de luxo com poucos quartos.

O centrinho de Marzamemi é todo preservado e muitas casas de pescadores viraram lojinhas e bares. O ponto principal do vilarejo é a Piazza Regina Margherita, uma praça onde fica a Tonnara e onde também acontecem shows e festivais.

Por ser uma cidade praiana é o destino certo nas estações quentes do ano, quando a cidade fica movimentada, os bares colocam suas mesas na calçada, e os finais de semana ficam animados com música e apresentações.

A praia mais perto da cidade é pequena e possui areia branca.  


Para chegar: pegar a autoestrada Siracusa –Gela até a saída para Noto. Então pegar a estrada SP19 até Pachino e depois é só ir seguindo até Marzamemi.  

Gastronomia  

Por pertencer ao município de Pachino, que é famoso por seus tomates, nós encontramos na vila vários tipos sendo vendidos nas lojas: os tomates cerejas, tomates uva, tomatinhos amarelos, tanto frescos como secos. O atum ainda é outro item que devemos experimentar nos restaurantes e trazer para casa os que são vendidos em conserva. Um local para se comprar é na loja Adelfio, considerada uma das melhores da Itália, Via Marzamemi 7. Na loja também é possível comprar vários produtos da Sicília.  É claro que voltamos com a mala cheia de produtos, entre eles o maravilhoso atum!

O vinho da região é o Nero d’Avola e o Passito di Noto – pela cidade passa a estrada do vinho di Noto.

Onde ficar em Marzamemi:

Como já falamos, a vila é muito pequena e, como tinha o casamento acontecendo, não conseguimos nenhum hotel para ficar. Então alugamos um quarto bem simples, porém tudo era  novo e bem limpo. A casa era de pescadores que foi reformada para alugar. A princípio achamos muito esquisito pois o quarto dava para a rua e não tinha janelas, mas a porta era de venezianas e abria no meio formando uma janela.  O dono do local disse que não teríamos problema que a vila era tranquila e realmente quando fomos dar uma olhada na cidade todas as casinhas são assim! O quarto foi bem barato e o importante mesmo era presenciar o casamento da minha amiga e a experiência  de poder assistir a um autêntico casamento siciliano! O nome do lugar é Il Piccolo Porto e ficamos 02 noites e, como sempre, alugamos pelo booking.

A janela/porta para a rua!

Foto do quarto: https://www.chambres-hotes.fr

O ponto alto, o casamento!

O casamento começou ao meio dia e foi até às 19 horas com muita música brasileira, pois o noivo italiano é um apaixonado pela nossa bossa nova. E, claro, muita comida, bebida e muita animação. A Tonnara estava linda, a comida maravilhosa, os noivos super felizes e nós? Nós adoramos tudo. O que falar? Como descrever? Não temos palavras! Então colocaremos as fotos e vocês vão poder imaginar o que sentimos! Foi uma tarde incrível e um casamento bem diferente do que estamos acostumados. E uma coisa é certa: comida é uma coisa que não falta em casamento italiano! Se você algum dia for a um, vá de barriga vazia rs

Sucos, Prosecco e Aperol
Cuscuz
Brioche com granita

Entradas:

Açafrão de brinde!
Cannoli recheado na hora
A Tonnara!

Encontre aqui seu hotel em Marzamemi!

 

2 COMENTÁRIOS

  1. Simplesmente ameeei esse seu post!! Quero ir para Europa ano que vem e to na fase de pesquisa. Ler esse texto caiu como uma luva! Hahaha… as fotos ficaram lindas e achei esse roteiro bem charmoso. Obrigado pela viagem virtual.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.