A majestosa Praça do Comércio, ou Terreiro do paço, como é conhecida pelos Lisboetas, está localizada bem em frente ao Tejo e foi toda revitalizada. O Arco da Augusta fica bem ao centro da praça. A partir dali pode-se chegar na região conhecida como Baixa e, andando mais um pouquinho, no Chiado. No post de hoje vamos falar sobre essa região, dando dicas de passeios, restaurantes e bares para visitar!

TERREIRO DO PAÇO

fpm_lisboa_baixa_chiado_mazagran_02

Curta nossa página no Facebook!

Na beira do Rio Tejo, perto do Terreiro do Paço, tem um barco que funciona como bar, lá tomamos o Mazagran, uma bebida fria à base de café, com limão e gelo. A bebida é de origem argelina mas faz sucesso entre os lisboetas! Uma delícia o drink e o visual à beira do rio.

fpm_lisboa_baixa_chiado_mazagran_01

A Praça do Comércio é repleta de bares e restaurantes no entorno. A Sala de Provas Vinho de Portugal fica por ali – Praça do Comércio, ala poente 1100-148, aberta das 11/18h de segunda a sábado. Ali você pode fazer uma degustação de vinhos de várias regiões de Portugal.

fpm_lisboa_baixa_chiado_pracacomercio_entornojpg

Por ali também está o Museu da Cerveja – Praça do Comércio, ala nascente 62-65. Além de museu, tem refeições e uma varanda muito agradável! Tem um pastel de bacalhau recheado de queijo da serra delicioso! Falamos dele aqui.

O Lisboa Story CenterTerreiro do Paço 78-81; Aberto diariamente 10/20h; ingressos 7 euros; ingresso combinado com o Arco da Rua Augusta 8 euros – foi inaugurado em 2012 e conta a história de Lisboa em ordem cronológica e em 17 capítulos. O museu é uma forma de conhecermos um pouco da história de forma cativante, divertida e rápida. Programa para a família toda.

fpm_lisboa_baixa_chiado_arco_augusta

O Arco da Augusta fica bem no centro na praça e no início da Rua Augusta – aberto todos os dias de 9h às 19h; ingresso 2,5 euros; ingresso combinado com o Lisboa Story Center a 8 euros. Majestoso e monumental, ele é um símbolo da Lisboa que renasceu das cinzas depois do terremoto de 1755 e o incêndio de 1988. Construído em estilo neoclássico, ele foi todo recuperado e aberto à visitação em 2013. O acesso ao monumento é feito por um elevador que te deixa no segundo piso. Para chegar ao topo, é preciso subir dois lances de escadas estreitas, mas a vista de 360º lá  em cima é linda.

 

BAIXA

É nesta parte da cidade que o espírito do comércio à moda antiga ainda está preservado. A Rua Augusta é sua artéria principal e liga o Terreiro do Paço às margens do Tejo, passando pelo Arco Triunfal, à Praça Dom Pedro IV (era o nosso Pedro I) que é conhecida como Rossio. Continuando, vamos chegar à Praça dos Restauradores e, a seguir, até a Avenida Liberdade.

A Rua Augusta é uma rua de pedestres. Ao passear por lá não esqueça de apreciar os desenhos do calçadão todo em pedra portuguesa, bem como os prédios da arquitetura pombalina. Na rua, vamos encontrar várias lojas tradicionais e outras mais modernas como lojas (Zara, H&M, etc), além de cafés, bancos, etc. Duas ruas transversais à Rua Augusta: a Rua do Ouro (Rua Aurea) com muitas casas de antiguidades e a Rua da Prata com lojas de artigos para noivas.

Na Rua Augusta, 106, está a Casa Portuguesa do Pastel de Bacalhau – já demos a dica aqui!

fpm_lisboa_baixa_chiado_elevador_santa_justa

Elevador de Santa Justa este ascensor faz o percurso Rua do Ouro (Baixa Pombalina) ao Largo do Carmo (Bairro Alto).  O bilhete custa 5 euros e é comprados a bordo. Estão incluídos no preço duas viagens e o miradouro.  O elevador fica aberto diariamente de 7/23h de junho a setembro e de 7/22h de outubro a maio e o miradouro abre diariamente de 8:30 às 20:30. Este elevador é todo em metal e decorado com rendilhas e é um projeto do engenheiro Raoul Mesnier. Contrariando a afirmação popular, não está comprovado a ligação deste engenheiro e Gustave Eiffel. Foi inaugurado em 1902 e considerado arrojado à época. No topo, depois de dois lances de uma escada em caracol, chegamos ao miradouro e dali conseguimos ter uma vista deslumbrante do Castelo de São Jorge e embaixo o Rio Tejo!

fpm_lisboa_baixa_chiado_elevador_castelo

Outra opção é usar o elevador grátis, que liga a Baixa ao Castelo São Jorge. Inaugurado em 2013, o acesso  fica  no 170/178 Rua dos Fanqueiros, no alto do prédio tem escrito “elevador castelo”. A entrada fica num prédio comum com a fachada toda em azulejos azuis. Lá em cima saímos no Largo Adelino Amaro da Costa (Largo do Caldas). Depois tem um outro elevador panorâmico que é do antigo Mercado Chão do Loureiro – embaixo tem o mercado Pingo Doce.  Neste local tem um mirante e depois de uma pequena caminhada chegamos ao Castelo.

fpm_lisboa_baixa_chiado_elevador_pollux

Na mesma rua do elevador gratuito, a Rua dos Fanqueiros, no nº 276 fica a Loja Pollux, com 7 andares dedicados a objetos de decoração e tudo para o lar. Mesmo que você não esteja interessado em compras, vale a pena entrar e subir até o último andar onde tem uma cafeteria com um visual incrível de Lisboa e do Castelo de São Jorge! A loja fica aberta de 10/19h e fechada aos domingos.

fpm_lisboa_baixa_chiado_elevador_vista

De volta à Rua Augusta, se caminharmos no sentido oposto ao Rio, desembocamos na Rua Betesga, onde no nº 3 está o Internacional Design Hotel, um 4 estrelas que  ocupa um prédio histórico reformado bem em frente à Praça do Rossio. Na Rua Betesga, se virarmos à direita iremos para a Praça da Figueira e para a esquerda a Praça Dom Pedro IV (Rossio) e mais a frente a Praça dos Restauradores. Aqui podemos seguir a Rua Betesga, contornar a Praça da Figueira, seguir pela Rua Dom Duarte e  Rua Palma até chegar à Praça Martim Muniz, de onde parte o elétrico 28, que nos leva até o Castelo de São Jorge e região.

Na Praça da Figueira fica a Confeitaria Nacional (n. 18 B), fundada em 1829, onde podemos degustar o autêntico Bolo do Rei. A receita foi  trazida da França e se mantém inalterada até os dias de hoje. Apenas duas pessoas sabem seu segredo: o proprietário atual e o mais antigo pasteleiro da Casa. Aberta todos os dias 8/20hr. Na praça da Figueira outras lojas antigas valem a visita.

fpm_lisboa_baixa_chiado_rossio

Ao lado da Praça do Rossio (metro Rossio) fica o Largo de São Domingos, de onde podemos ver a  Igreja São Domingos, que foi toda destruída por um incêndio e só podemos admirar a sua fachada.

fpm_lisboa_baixa_chiado_ginjinha

A Rua das Portas de Santo Antão é rua muito animada onde encontramos vários bares e restaurantes.  Esta rua vai da calçada da Lavra até o Largo do Regedor, onde fica o Teatro Nacional D Maria II, e é paralela à praça dos Restauradores. O metrô mais perto é o Restauradores. Não deixe de fazer uma parada para tomar uma ginjinha.

A Avenida da Liberdade é a rua de comércio chique, inspirada na Champs-Elyseés. Esta rua liga a Praça dos Restauradores à Praça Marquês de Pombal. A Praça dos Restauradores homenageia os heróis da Guerra da restauração, quando Portugal se libertou da Espanha em 1640. Na praça, preste atenção ao prédio do nº 24, onde funcionou o antigo Cine Teatro Eden de 1937 e que já foi a Mega Store Virgin. Hoje virou um apart hotel. No 59, está a Baina Pastelaria, boa para comer um prego no pão (pão com carne) ou uma torrada (misto quente).

Na Av da Liberdade 182-188, fica o Cine Teatro Tivoli, uma construção em estilo neo clássico. Fundado em 1924, ele possui 1088 lugares e é considerado um prédio de interesse público. Bem ao lado, no 180, está o Shopping Tivoli Forum, um conjunto de prédios com linhas simples e janelões pós-modernos. O shopping concentra boa parte da melhores grifes mundiais, além de uma sortida praça de alimentação. Aberto de 10/21hrs seg a sábado e  fechado aos domingos.

Ao final da avenida chegaremos à Praça Marquês de Pombal (metrô Marquês de Pombal). E, em frente, o Parque Eduardo VII, construído em 1903 e batizado em homenagem ao Rei Eduardo VII da Inglaterra. No alto do parque tem um miradouro e uma enorme bandeira de Portugal. Um lago repleto de carpas faz a alegria das crianças. O El Corte Inglés fica ao lado do Parque Eduardo VII (metrô São Sebastião) – Antonio Augusto de Aguiar 31. Aberto diariamente a partir das 10h e fechando às 22, às sextas e sabs  às 23:30 e aos domingos às 20.

Mais sobre Portugal:

Deixe uma resposta