Os franceses se renderam ao ícone do fast food americano, le burger. Segundo o “Le Figaro”, após uma pesquisa, ficou comprovado que eles são os segundos maiores consumidores de hambúrguer da Europa. Talvez não só pelo sabor, mas muito também pela crise econômica, pois seu preço é bem atrativo. Vários chefs renomados  já incluíram no cardápio sua versão gourmet e as hamburguerias estão invadindo a França.

O famoso chef francês Joel Robuchon, que possui restaurantes no mundo inteiro, serve no L’Atelier em Paris sua versão, com um mini filet de foie gras. Nós experimentamos e aprovamos. Caro, mas gostoso.

Curta nossa página no Facebook!

burger_paris_joelrobuchon

Outro lugar para comer um bom burger gourmet em Paris é o Blend. Uma das filiais é pertinho do Marais. São diversas combinações. A carne é das mais suculentas que já provamos e o pão é uma delícia à parte!

burger_paris_blend

Viajando pela França pudemos observar o grande número de hamburguerias sempre lotadas de franceses misturados com outros apreciadores do mundo inteiro. A única diferença fica por conta dos ingredientes tipicamente franceses incluídos na receita, como a tradicional mostarda de Dijon, os deliciosos queijos franceses, champignon, a famosa confit d’onion (cebola confitada), entre outros.

Em Aix-en-Provence, já temos nossa hamburgueria preferida: o Burger Bar. Há algumas opções de hambúrgueres montados, como o italien (foto abaixo), mas se preferir você pode montar o seu! Você escolhe que tipo de carne você quer (carne de vaca, mistura de cordeiro e vaca ou frango) e quais acompanhamentos quer adicionar.

burger_aixenprovence

burger_aixenprovence_02

O sucesso é tanto que até aquele tradicional caminhão de comida que comumente vemos em NYC já chegou em Paris. “Le camion que fume”, ao melhor estilo americano com  toques da culinária francesa, conquistou os parisienses e os turistas. No site diariamente é informado onde o caminhão estará estacionado. Se preparem para as filas!

Atualização: Em Dezembro de 2014, conseguimos finalmente ir ao encontro do Camion qui Fume. Valeu a caminhada (corrida na verdade, porque quase não chegamos a tempo) e cada centavo gasto. Que hambúrguer!!! São 6 opções de hambúrguer no menu, sendo um de porco e um vegetariano (feito com champignons). O hambúrguer custa 8,50 euros, mas você pode pedir o combo hambúrguer + acompanhamento (batata frita ou coleslaw) por 10 euros.  Você também pode dobrar  a carne e o queijo por 5 euros a mais. Fomos de Bleu e Vegetariano com uma porção de batata frita e não nos arrependemos. O food truck é uma graça, os funcinários são jovens e bem-humorados e a comida deliciosa! E de bônus ainda tem um molho à disposição que pra nós foi a descoberta da viagem, um molho Curry mango da Heinz.

burger_camionquifume_01

burger_camionquifume_02

Fique atento aos lugares e horários, pois eles fecham na hora exata (por conta de autorização para estacionar no local). Você pode ver no site que os lugares se repetem, então é fácil planejar quando você pode ir. Se você for em Port Maillot, junte com uma visita à Fundação Louis Vuitton. Se for na MK2 Biliotèque, aproveite para ir até a Passarela Simone de Beauvoir. Se for em Place de la Madeleine, aproveite para ver as lojinhas em volta da Praça (Fauchon, Maille, Maison de la Truffe, entre outras).

E se você é como nós e adora fazer um hambúrguer, aproveite a passe numa FNAC pra comprar o livro de receitas do Camion qui Fume! Nós fazemos diversas experiências culinárias em casa e vamos partilhar com vocês alguns de nossos segredos!

A carne

Esqueça tudo que ouviu e leu sobre o assunto. Para se fazer um bom hambúrguer, necessitamos apenas de uma carne moída de boa qualidade e com um pouco de gordura e mais nada. A carne poderá ser patinho, picanha, ou mesmo uma mistura dos dois sempre colocando na proporção meio a meio. Pode-se usar também carne  cordeiro, paleta ou pernil, misturando com metade de carne de vaca.

Calcule entre 100 e 200 grs de carne por pessoa. Preferimos fazer com 100grs, pois achamos um tamanho razoável e se a fome ou apetite permitir é melhor repetir.

Separe a carne em porções e forme uma bola entre as mãos, depois achate-a no meio dando o formato. O hambúrguer deve ficar com uma altura de mais ou menos 1cm, pois assim fica mais fácil de atingir o ponto na hora que fritar. Preste bem atenção não coloque sal ainda!

Esquente bem uma grelha ou frigideira anti aderente, pincele ligeiramente com óleo ou azeite e coloque o hambúrguer. Coloque sal e um pouco de pimenta do reino se gostar. Deixe parado por alguns minutos, você verá que a carne começa a mudar de cor e então esta na hora de virar com o auxílio de uma espátula e repetir a operação do outro lado, deixe  mais alguns minutos e estará pronto. Se quiser coloque queijo na hora que virar, pode ser gruyere, brie, queijo de cabra ou outro queijo se sua preferência.

Acompanhamentos e modo de servir

Espalhe a tradicional mostarda de Dijon, facilmente encontrada por aqui nos supermercados, em um dos lados do pão e do outro, um dos acompanhamentos a seguir.

Champignon refogado

Você vai precisar de uma bandeja de champignon fresco, gostamos de usar o paris, e um alho poró pequeno. Nunca lave os champignons, limpe  apenas com uma escovinha as sujeiras  e corte em fatias finas, reserve. Lave o alho poró e corte-o em rodelas finas, reserve. Em uma frigideira em fogo médio, coloque um pouco de azeite e refogue o champignon e logo em seguida acrescente o alho poró,  tempere com sal e pimenta e espere até murchar um pouco, porém deixe o alho poró ainda al dente.

Confit d’onions (ou cebola confitada)

O nome assusta, mas confit é um método de se cozinhar um elemento lentamente em temperatura baixa numa gordura ou no açúcar. Quem nunca ouviu falar do confit de canard? Nada mais é do que a carne do pato cozida na sua gordura. E as famosas confitures (geleias) são as frutas cozidas no açúcar. Este método antigo de cozinhar os alimentos tinha o intuito de conservar os alimentos e até hoje é muito utilizado na culinária.

Ingredientes:

500 grs de cebola roxa ( importante pois elas são mais doces e a cor é linda)

80grs de açucar

250 ml vinho tinto seco

2 colheres de sopa de azeite

4 colheres de sopa de aceto balsamico

sal e pimenta do reino a gosto

Descasque e lave as cebolas, corte-as em fatias finas. Aqueça o azeite e refogue a cebola até que fiquem transparentes e macias. Acrescente o açúcar e mexa bem. Sempre com o fogo baixo, deixe o açúcar caramelizar um pouco para depois acrescentar o vinho, o aceto balsâmico, o sal e a pimenta. Se precisar, acrescente um pouco de água quente. Estará pronto quando as cebolas estiverem bem macias, quase uma geleia porém ainda com pedaços.

nosso_burger

Voila, c’est tout! Bon appetit!

 

Deixe uma resposta