A cidade de Valência é pouco comentada em blog de viagens. Ano passado quando visitamos a Andaluzia resolvemos incluí-la no roteiro já que estávamos muito perto da cidade e também tínhamos muita curiosidade de conhecer a famosa cidade das artes projetada pelo famoso arquiteto Santiago Calatrava (o mesmo que projetou o recém inaugurado Museu do Amanhã no Rio). Mesmo que não tivéssemos nenhum outro motivo, nas pesquisas que fiz descobri que ela é a cidade conhecida por possuir 300 dias de sol com temperaturas médias na casa de 19ºC! Oba! Valência também é uma cidade toda plana, muito agradável para se passear a pé ou mesmo de bicicleta.

Detalhes importante: Preste apenas atenção à hora da siesta – comércio todo fecha e a cidade fica deserta. Aproveite para passear a pé ou ir a algum ponto turísitico – estes normalmente permanecem abertos.

Fizemos o percurso de Sevilha a Valência de trem. O preço da passagem mais barata é de 110 euros e o trajeto dura aproximadamente 4 horas. A estação ferroviária  de chegada é a Joaquim Sorolla. Se o ponto de partida for Madrid, o trem de alta velocidade, o AVE, faz o percurso em apenas uma hora e meia – isto,  claro, tem aumentado muito o turismo na região. Caso opte pelo avião, a linha 5 do metrô liga o aeroporto ao centro histórico e esta estação tem elevador. Na volta fizemos o trajeto do centro para o aeroporto e aprovamos. Foi bem rápido e confortável.

Curta nossa página no Facebook!

Onde ficar?

Hotel SH lngles Boutique Hotel
Hotel SH lngles Boutique Hotel

Escolhemos o Hotel SH lngles Boutique Hotel (Marqués de dos Aguas 6), pela localização e pelas notas no Booking.com. O hotel está localizado no centro histórico, bem em frente ao belíssimo Palácio del Marqués de dos Águas, perto de várias atrações turisticas, do comércio, de bons restaurantes, da estação de metrô e a uma pequena caminhada do Jardins do Turia. O quarto era amplo, funcionários delicados e no térreo tem um restaurante muito bom. O café da manhã não estava incluído, mas tínhamos a opção de comer por lá pagando à parte.

 

O que fazer? 

Jardins do  Turia

O Rio Turia teve seu curso todo desviado para fora da cidade e o local se transformou num parque maravilhoso que leva o mesmo nome do rio. Possuindo mais ou menos 9km de extensão o espaço verde atravessa a cidade de leste a oeste  e chegando à Cidade das Artes. As pontes antigas foram mantidas e o que era o leito do rio se transformou em quadras de esportes e áreas para pedalar e caminhar. Muito agradável o passeio.

Valencia_JardinsdeTuria_01

Valencia_JardinsdeTuria_02

Valencia_JardinsdeTuria_03

 

Cidade das Artes e Ciências – arquitetura futurística de Santiago Calatrava, renomado arquiteto valenciano (aberta na hora da siesta).

Sua inauguração deu uma vida nova para a cidade. O ideal é reservar um dia inteiro para este passeio, pois o local é bem grande e com uma grande variedade de coisas legais para fazer por lá. Existem vários tipos de ingressos, vai depender do que cada um vai querer ver.  Todas as informações no site.

Valencia_CidadesdasArteseCiencias_01

Valencia_CidadesdasArteseCiencias_04

O complexo inclui:

O Hemisferic , um cine IMAXX , que possui um formado de olho. As cadeiras são reclinadas na direção do teto e para assistir ao filme. Temos que colocar uns óculos que já vem com áudio acoplado, então é só escolher o idioma para ouvirmos o som do filme! Confesso que deu um pouco de enjoo no início, mas valeu a experiência. Em cada sessão é exibido um tipo de filme, o que assistimos foi sobre os micro seres do universo, fantástica a riqueza de detalhes.

Valencia_CidadesdasArteseCiencias_02

O Oceanografic, é considerado o maior aquário da Europa e possui 45000 espécies.

Os aquários são separados por espécies. Muito interessante, em algumas partes passamos embaixo do aquario, então olhando para o teto podemos ver aqueles peixes enormes nadando bem em cima de nós!

Há também apresentação de golfinhos, com certeza faz a alegria de grandes e pequenos.

Valencia_CidadesdasArteseCiencias_03

 

 Museo das Ciências Principe Felipe, fantástico! Um inovador centro de ciência interativa. Vários experimentos diferentes, diversão para toda a família.

Palau de les Arts Reina Sofia, ópera mais vanguardista.

Ágora, um espaço muitifuncional, abriga a sede do Open Tenis.

A impressionante Punte de Assut l’ Or, uma belíssima ponte que liga o complexo com o outro do jardim do Turia.

 

Centro Histórico

O Centro Histórico de Valência cresceu entre duas muralhas, a muçulmana e a cristã. Pegamos um mapa no hotel e é muito facil de se locomover e também não é muito grande. O que ver: A Plaza de La Reina, o Bairro del Carmen e seus palácios, a Calle Caballeros e Carrer dels Cadirers – estas duas ruas muito animadas, a Catedral de Valencia – construída no sec XIII com misturas de estilos. Se tiver fôlego, suba os 207 degraus de escada para chegar ao topo da torre El Miguelette.

Plaza de la Reina
Plaza de la Reina

Bem perto da catedral, está o Sitio Arqueológico L’Almoina, onde podemos ver ruínas bem conservadas da era romana. As Torres de Serranos, Torres de Quart, Basilica de la Virgen ou Almoina. Lonja de la Seda, prédio sec XV construido com intenção de ostentação de poder, considerado patrimônio cultural pela UNESCO. O Mercado Central fica em frente, uma jóia da arquitetura pré-modernista.

Mercado Central

 

Praça da Câmara Municipal, tem forma triangular, com uma fonte central e banca de flores.

Praça da Câmara Municipal
Praça da Câmara Municipal

Praça de Touros e  Praça Redonda, esta aqui local ideal para se comprar os produtos regionais, muita coisa interessante. Ponte dos Suspiros -passar embaixo dos arcos da réplica valenciana da famosa ponte.

 

O que comer?

Valência é famosa pela sua paella, pela água valenciana e pela bebida chamada Orchata.

A paella valenciana é feita com arroz, frutos do mar e carne de porco. É bem rica e saborosa e o melhor lugar para degustá-la é no Passeo de Neptuno, que é a avenida à beira mar com vários restaurantes um do lado do outro, o difícil é decidir em qual entrar! Nós optamos pelo L’Estimat, Paseo de Neptuno 16, ótima escolha, a paella estava fantástica!

Mercado Central
Mercado Central

A Água de Valencia na realidade é uma sangria feita com cava (espumante espanhol), limão, suco e rodelas laranja, canela e vodka.

Valencia_aguadevalencia

A orchata é uma bebida feita a partir do suco de chufas, um tuberculo com leve gosto de nozes, muito parecido com leite de amêndoas, bem gostoso. Facilmente encontrada pela cidade. A mais tradicional casa é a Horchateria El Siglo – Plaza Santa Catalina 11

Valencia_orchata

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.