Se você vai a Santiago, não deixe de separar pelo menos um dia para visitar essas duas cidadezinhas à beira-mar. Se puder, passe um fim-de-semana por lá, hospedando-se em Valparaíso. Chegar lá é fácil, da rodoviária de Santiago saem ônibus de diversas empresas a cada 15 minutos mais ou menos, e levam 1h30 até Valparaíso. Pode comprar a passagem na hora mesmo. Os preços variam dependendo do tipo de ônibus e horário, mas ficam em torno de 2.000 pesos.

Valparaíso é uma cidade dividida em alturas: os cerros no alto e o porto e centro histórico embaixo. Os dois níveis são ligados por diversos elevadores (ou ascensores) – que são pagos e custam 100 ou 200 pesos. Se você vai dormir por aqui, escolha um hotel (ou hostel, há vários muito bons) em um dos cerros. Nós ficamos em Cerro Alegre e a escolha foi ótima. Há diversos bares e restaurantes por perto, além das charmosíssimas casas de zinco e paredes grafitadas.

Reserve aqui seu hotel em Valparaíso!

Curta nossa página no Facebook!

Muito bem impressionados pela experiência em Santiago, escolhemos mais uma vez fazer o Free Tour. Desta vez, o tour foi privado! Só aparecemos eu e meu namorado pro tour e a guia foi toda nossa. E o tour foi novamente muito bom! Dá pra ter uma boa noção da cidade. O tour começa na Praça Anibal Pinto, mas logo subimos pelo ascensor Reina Victoria para explorar os cerros. Depois de algum sobe e desce pelas ruelas da cidade e uma parada para uma empanada de mariscos, chegamos ao centro histórico. O fim do tour é no porto, onde há diversos restaurantes e lojinhas de artesanato.

Valparaiso_centro_historico_01

Valparaiso_centro_historico_02

Valparaiso_street_art_01

Valparaiso_street_art_02

Valparaiso_vistas

Almoce por ali e depois pegue o metrô para Viña del Mar. Você também pode pegar um taxi, mas o metrô de superfície é fácil e rápido. O preço depende do horário do dia e da distância, mas varia em torno de 400 pesos. Você precisa comprar a tarjeta Metroval, que custa 1.350 pesos. Uma mesma tarjeta serve para mais de uma pessoa. Nós escolhemos saltar na estação Viña del Mar para visitar o museu Fonck, que tem uma coleção de objetos arqueológicos de povos antigos que habitaram todas as regiões do Chile, com destaque para a exposição da cultura rapanui, que inclui até mesmo um moai exposto na parte externa do museu. A entrada custa 2.000 pesos. Caminhamos até a orla, passamos pelo Castilo Wullf e fomos até o famoso relógio de flores. A Playa Reñaca fica a uns 5 km da região central e é a praia mais badalada da cidade, com muitas lojas, bares, restaurantes e casas noturnas, além dos famosos leões marinhos descansando nas pedras.

vina_del_mar

Vina_del_mar_litoral

Vina_del_mar_por_do_sol

Se ainda tiver tempo em Valparaíso, visite La Sebastiana, outra casa de Neruda. Saindo do Cerro Alegre, há um ônibus que te deixa bem perto da casa (ônibus O). Você também pode, a partir do centro da cidade, subir a ladeira íngreme da rua Ricardo de Ferrari para chegar lá. De resto, deixe-se perder um pouco pelo labirinto de casas de zinco e ruelas grafitadas, sente em um dos cafés do Cerro Alegre ou tome uma cerveja ou um Terremoto em um dos bares da rua Cumming.

Valparaiso_la_sebastiana

valparaiso_la_sebastiana_neruda

Mais sobre Santiago:


 

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.